MEMÓRIAS

Homenagem a companheiros posadistas, brasileiros, mortos, assassinados e desaparecidos entre os anos 1963 e 1976, na árdua batalha do povo brasileiro, que continua mais do que nunca vigente nos dias de hoje, contra as oligarquias econômico-financeiras e os poderes de fato no contexto repressivo das ditaduras cívico-militares passadas no Brasil e Argentina.  Paulo Roberto Pinto (Itambé, 1940-63), camarada Jeremias; Olavo Hanssen (São Paulo, 1939-1970); Rui Oswaldo Aguiar Pfüzenreuter (Orleans, 1942-1972); e Sidney Fix Marques dos Santos (São Paulo, 1940-1976) foram militantes das ideias do PORT-posadista e dedicaram suas vidas na luta pelos ideais do socialismo, da justiça social em escala mundial, ao lado dos mais de 434 (Brasil) e 30 mil (Argentina) lutadoras e lutadores mortos e desaparecidos. Vejam as respectivas biografias nos relatórios da Comissão da Verdade do Estado de São Paulo

A esquerda brasileira deve ainda aos seus desaparecidos, além do enorme esforço realizado pela Comissão da Verdade, um movimento político mais amplo, a exemplo do “Memória, Verdade e Justiça” protagonizado pela luta aguerrida e contínua das mães e avós da Praça de Maio que, além de receber o reconhecimento institucional dos governos peronista-kirchneristas da Argentina e dos Organismos internacionais pelos Direitos Humanos, manteve ativa a memória social, a consciência política do povo argentino para que “Nunca Mais” ocorram repressões, golpes de direita e desaparecidos na história da América Latina. A juventude e as novas gerações brasileiras devem ter nos seus livros de história escolar, e nos meios de comunicação, a verdade sobre os fatos ocorridos na ditadura dos anos 64 e dos 70, exigir justiça plena sobre os responsáveis cívico-militares para que a história não volte a se repetir.

Certamente, “A história absolverá” os nossos mortos e desaparecidos, quando a humanidade tomar consciência e tiver eliminado todas as desigualdades e as amarras do império e da guerra capitalista mundial. 

Adeus camarada Severino Dantas!

Morre o bravo comunista Severino Dantas, vereador em Cajazeiras por quatro mandatos O ex-vereador Severino Dantas Fernandes, 79 anos, faleceu na manhã desta sexta-feira (27) no Hospital Regional de Cajazeiras,…